Make your own free website on Tripod.com

 

Terapia da Regressão

Hipnose

Terapia de Vidas Passadas

 

 

A IMAGEM DA ÁRVORE


http://regismesquita.tripod.com/arvore.html

 

 

 

 

A única pré-condição para lidar com imagens mentais é que estas devem possuir potencial simbólico. Toda imagem que tem origem nos sonhos cumpre esta pré-condição, assim, se você utilizar uma imagem que tem origem nos seus sonhos, você estará lidando com um símbolo. Essas imagens tem uma estrutura que pode ser comparada a uma árvore.

Raiz: a raiz simboliza a ligação que a imagem tem que ter com os estratos mais profundos da mente ( com os arquétipos do inconsciente coletivo).

Tronco: significa força. Isto quer dizer que não pode ser qualquer imagem que o Ego (a consciência) do indivíduo escolhe. O que sustenta a árvore é uma força bem maior que o Ego, é a energia arquetípica, transpessoal e divina. Portanto, a força que mantém a imagem tem que vir do interior. Mesmo que evocada "de fora", pelo ego, a imagem tem que ter estreita conexão energética com os arquétipos.

Ramos: a imagem tem que estar relacionada simbolicamente com a vida do indivíduo, com seu momento histórico e psíquico. A imagem tem que ter profundas ligações com a rede de complexos que cada um tem dentro de si. Ou seja, a imagem tem que ter um valor emocional e afetivo (consciente ou inconsciente) para o indivíduo, pois só assim ela terá vida e significação.

 

Folhas: a parte mais frágil. Aquilo que muda e a árvore continua a mesma. Está relacionada com os níveis mais superficiais da mente. É onde o ser humano se sente poderoso pois pode mudar quase tudo o que quiser. Toda imagem tem uma faceta bem maleável, para se adequar ao que a consciência espera dela.

A imagem da árvore nos mostra o seguinte:

1) Que a imagem mental escolhida, apesar de estar se mantendo na consciência, deve ter estreitas ligações com o inconsciente, pois será do inconsciente que iremos conseguir força e conhecimento para nos transformar.

2) Toda possibilidade de mudança do indivíduo se baseia em utilizar a energia arquetípica de modo a possibilitar a transformação.

3) Toda imagem que tem força para ser transformadora obedece à dinâmica arquetípica e não à dinâmica egóica*. Nós podemos evocá-la, mas a partir do momento em que a imagem "criou" raízes arquetípicas ela passa a ter uma dinâmica própria. É neste momento que podemos interagir com ela e recebermos mensagens e termos insight**. Daí vem a transformação.

 

***********************

* Ego: neste texto consideramos o ego como igual a nossa consciência. Se você imaginar agora a imagem de uma Santa, você o faz porque seu ego assim deseja. Neste caso, esta imagem perdurará enquanto houver sua vontade. Após, ela desaparece e perde seu significado ( do mesmo jeito que a Santa apareceu, ela foi embora ). Agora, suponhamos que quando você começou a imaginar esta Santa você começou a se comover com tudo de bom que a Santa te inspira. Você notou seu sentimento mudar, se sentiu mais perto de Deus. Você percebe que esta imagem da Santa está com muito mais força, com muito mais significado que aquela que seu Ego poderia dar ( neste caso, o que você sentiu foi além do seu controle ). Essa imagem você não conseguirá esquecer tão facilmente, pois ela ficou cheia de significado. O sentimento que ela despertou vai ficar gravado em sua memória, e com certeza, de vez em quando, você poderá se lembrar dela ou da sensação que você teve. Esta força que vai além do Ego é a força dos arquétipos.

O inconsciente coletivo é composto de vários arquétipos como o pai, mãe, self, etc.

** Insight: ocorre quando conseguimos um discernimento ( compreensão ) de alguma coisa ou situação. Popularmente nós falamos: "me deu uma luz e eu entendi o que aconteceu..." Isto é ter um insight.

***********************

 

4) A energia arquetípica torna a realidade interna do indivíduo extremamente poderosa, moldando, inclusive, o modo como o indivíduo vai se relacionar com a realidade externa. Por isto, lembre-se: tudo que sua mente produz é real, por que está relacionado com sua realidade interior e porque vai moldar sua relação com a realidade exterior.

5) Como a energia arquetípica é atemporal, transpessoal, divina e amoral, muitos fenômenos podem ocorrer ao lidarmos com ela. Fenômenos tais como premonição, telepatia, etc.

 

Preste bem atenção: neste site, por motivos didáticos, não realçamos a importância dos fenômenos espirituais e transpessoais nos sonhos. Eles porém existem e são a base da nossa técnica e são melhores  analisados nos cursos mais profundos de análise dos sonhos.

 

 

 

 

Você também poderá se interessar pelo

Site Psicologia Racional

 

 

 

 

 

Anterior

Home

Próximo

 

 

 

Conheça o autor

Cursos e Consultas

 

 

Caminho Nobre

Psicologia Racional

 

 

 

Acrescente este site aos seus favoritos

e nos encontre sempre que desejar.

 

 

 

 

 

Colabore com este site

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Click para receber gratuitamente no seu email o Jornal Vida Natural

Visite a página do jornal

 

 

 

 

O conteúdo produzido pelo autor deste site está registrado junto ao Escritório de Direitos Autorais da Fundação Biblioteca Nacional.

Proibida a reprodução total ou parcial destes conteúdos pessoais sem a autorização escrita do autor.

 

 

 

 

Copyright © 1996 - 2012  by Regis Soffiati Mesquita de Oliveira.